Cana - Açúcar - Bioenergia - Etanol
Twitter Wordpress

Artigos

Voltar

O presente do agricultor ao consumidor brasileiro – outubro - Por Marcos Fava Neves

09/11/2017

Com os números quase finais da supersafra brasileira de 2016/17 ao redor de 238,8 milhões de toneladas, a Conab soltou a primeira projeção para 2017/18. Devemos ficar entre 224 e 228 milhões de toneladas, uma redução entre 4% e 6%. A área deve seguir crescendo quase 2%, atingindo entre 61 e 62 milhões de hectares.

Espera-se um pouco de perda de produtividade, principalmente por questões climáticas, que já temos observado.

A notícia de destaque neste mês sem dúvida vem sendo o incrível ganho para a sociedade brasileira desta safra com a derrubada dos índices de inflação. Nas carnes, tivemos deflação de 4,2% neste ano, graças aos menores preços dos grãos e em diversos outros produtos, portanto o agro promoveu bem-estar. Diversos outros produtos estão com preços menores aos consumidores.

As exportações de setembro foram de US$ 8,6 bilhões, praticamente 23,7% acima de setembro de 2016, deixando um superávit de US$ 7,4 bilhões, impressionante salto. No acumulado de janeiro a setembro o agro trouxe US$ 74 bilhões, quase 9,8% acima de 2016. O superávit deixado já está em US$ 63,3 bilhões (9,9% acima). As exportações de açúcar e etanol aumentaram 50% em relação ao mesmo mês e a de milho cresceu ao redor de 80%.

Soja já trouxe US$ 27,8 bilhões (18,2% a mais); carnes, US$ 11,5 bilhões (7,2% a mais); açúcar e etanol, US$ 9,5 bilhões (16,3% a mais) e produtos florestais, US$ 8,4 bilhões (11% a mais). Estes seriam os principais destaques. Esta grande entrada de dólares também ajuda na inflação, pois valoriza o real e permite importações mais baratas e maior controle de preços no mercado interno via concorrência internacional. Ganha o consumidor, perde o agro em margens.

Como nos meses anteriores, segue firme o “aspirador chinês” de produtos alimentares brasileiros, que somente em setembro comprou quase US$ 2 bilhões, mais que o dobro observado em setembro de 2016 e puxou 30% das nossas exportações neste ano.

O índice de preços de commodities alimentares da FAO chegou a 178,4 pontos, 1,4% acima de agosto e 7,4% acima de setembro de 2016. Cereais (1,6% de queda) ajudaram a derrubar o índice, enquanto açúcar e carnes permaneceram com os mesmos preços e os óleos vegetais (2,5%) e os lácteos (2,1%) ajudaram a subir. É uma boa notícia da valorização das commodities alimentares.

A FAO estima que a produção de grãos em 2017 vai atingir recorde de 2,612 bilhões de toneladas e utilizar 2,589 bilhões, jogando também os estoques para valores recordes de 720 milhões de toneladas (2% acima). Esta megaprodução tem mantido os preços, principalmente de soja e milho, estáveis e são boas as chances de permanecerem neste patamar. Nada a falar dos preços neste mês.

Enfim, as notícias de final de setembro e outubro foram boas, exportações firmes, produção firme, expectativa de boa safra 2017/18, crescimento de área, mas há alguma preocupação com a seca neste momento atrasando plantio no Brasil. Torcer para que as águas venham, parece que voltam no final de semana!

E, para concluir, como consumidor, agradeço aos produtores rurais pois seu grande esforço produtivo neste ano fez diminuir o preço da minha comida. O agro deu um presente ao consumidor brasileiro!



Fonte: Jornal da USP

Calendário de Eventos

Parceiros

  • Rede AgroServices
  • Organização de Plantadores de Cana da Região Centro-Sul do Brasil
  • CEISE Br
  • CanaOnline
  • CanaMix
  • Revista Canavieiros
  • UNICA - União da Indústria de Cana-de-Açúcar

Aguarde um momento.


Em breve você será redirecionado para uma página segura

Recuperar Senha

Digite seu email parar receber uma nova senha, em seguida cheque sua caixa de entrada de email

Aterar Senha

Digite sua nova senha

Cana de Açúcar Brasil Newsletter técnica do Grupo IDEA

A busca por informações confiáveis, necessárias para o estabelecimento de metas, rendimentos operacionais, custos de produção e indicadores de desempenho é um enorme desafio para a nova realidade da agroindústria sucroalcooleira.

Ao assinar a newsletter do Newsletter técnica do Grupo IDEA você receberá quinzenalmente em seu email informações precisas que são fruto de nossa experiência e de diversos estudos já realizados no setor e tem a chance de participar ativamente de novos estudos que serão realizados no futuro. Tudo isso com a exclusividade de receber informações privilegiadas antes do mercado.





Cana - Açúcar - Bioenergia - Etanol
GRUPO IDEA:
Pabx: 55 (16) 3610-4770
Fone/fax: 55 (16) 3211 4770
Rua da Redenção, 116
Bairro Jardim Mosteiro
Ribeirão Preto/SP