Clipping

Açúcar: preços começam junho em queda no mercado externo

Os preços do açúcar fecharam a última sexta-feira (1º), primeira cotação do mês de junho, em queda no mercado internacional. O vencimento julho/18, da bolsa de Nova York, registrou baixa de 27 pontos, com negócios firmados em 12.52 centavos de dólar por libra-peso. Na tela outubro/18, os contratos caíram 21 pontos, com preços firmados em 12.81 centavos de dólar por libra-peso. As demais cotações tiveram desvalorização entre 16 e 21 pontos.

"Apesar da nuvem de incerteza formada com a saída do presidente da Petrobras, o mercado de açúcar ainda conseguiu fechar a semana acima do preço da sexta-feira anterior. Resta saber por quanto tempo vai permanecer lá", escreveu o diretor da Archer Consulting, Arnaldo Luiz Côrrea em seu comentário semanal sobre o mercado de açúcar.

Segundo o especialista, a política de formação de preços de combustíveis introduzida o ano passado nas refinarias da estatal, trazia mais previsibilidade para o etanol, interferindo, consequentemente, no mercado de açúcar.

Em Londres, os preços do açúcar branco também fecharam em baixa na última sexta-feira. Os contratos para agosto/18 caíram 1,60 dólar, com negócios firmados em US$ 353,00 a tonelada. No lote outubro/18, a commodity foi cotada a US$ 348,50 a tonelada, queda de 2,50 dólares. Os demais vencimentos retraíram entre 90 cents de dólar e 2,30 dólares.

Mercado interno

O mercado brasileiro, por sua vez, registrou alta nos preços praticados na última sexta-feira (1º), de acordo com o indicador do Cepea/Esalq, da USP. A saca de 50 quilos do tipo cristal foi vendida a R$ 56,20, valorização de 0,84% em relação aos preços praticados no dia anterior.

Por Camila Lemos


Fonte: Agência UDOP de Notícias