Clipping

Açúcar recua em Londres e no mercado interno; NY valoriza

Na sexta-feira (16) os contratos futuros do açúcar ficaram sem tendência definida nas bolsas internacionais e sofreram leves alterações nos preços. Em Nova York, os contratos com vencimento para março/19 fecharam em 12.69 centavos de dólar por libra-peso, alta de 4 pontos. Na tela maio/19 os papéis foram firmados em 12.84 centavos de dólar por libra-peso, valorização também de 4 pontos. Os demais vencimentos subiram entre 1 e 4 pontos.

Já em Londres houve desvalorização. Os contratos para março/19 encerraram o dia em US$ 341,00 a tonelada, queda de 2,20 dólares. O vencimento para maio/19 ficou em US$ 346,00, queda 1,70 dólar. Os outros contratos futuros caíram entre 10 e 60 centavos de dólar.

De acordo com o diretor da Archer Consulting, Arnaldo Luiz Corrêa, "a Organização Internacional do Açúcar divulgou cortes na produção no Brasil, Índia, União Europeia e Paquistão, reduzindo substancialmente o superávit mundial de 6.75 para 2.17 milhões de toneladas de açúcar. Essa é uma notícia que poderá, tão logo os mercados percebam in-loco essas reduções, abrir espaço para uma retomada de preços", destaca o consultor.

São Paulo

Na sexta-feira (16), o indicador Cepea/Esalq para o açúcar cristal, estado de São Paulo, fechou em R$ 67,11/saca de 50 kg, desvalorização diária de 0,22%.


Fonte: Agência UDOP de Notícias