Clipping

15 unidades produtoras no Centro-Sul deixaram de produzir açúcar nesta safra e priorizam o etanol

Desde o início da safra até 1º de setembro, a quantidade fabricada de açúcar recuo de 19,28% se comparada ao mesmo período de 2017

Na última metade de agosto, a fabricação de açúcar caiu 6,85% em relação a mesma quinzena de 2017, somando 2,37 milhões de toneladas. Já no caso do etanol, houve aumento de 37,31%, com 2,45 bilhões de litros produzidos (1,67 bilhão de litros de hidratado e 776,35 milhões de anidro), informou o Relatório sobre andamento da safra na última quinzena de agosto, divulgado nesta quarta-feira (12) pela União da Indústria de Cana-de-Açúcar (Unica)

Desde o início da safra 2018/2019 até 1º de setembro, a quantidade fabricada de açúcar totalizou 18,84 milhões de toneladas, recuo de 19,28% quando comparada ao mesmo período de 2017. Em sentido inverso, a produção de etanol acumula alta de 33,51%, alcançando 20,50 bilhões de litros (6,35 bilhões de anidro e 14,14 bilhões de hidratado).

Com isso, 62,36% da matéria-prima processada nos 15 dias finais de agosto destinaram-se à produção de etanol (versus 53,03% na mesma quinzena de 2017). Na safra, esse percentual atinge 63,48%. Refletido nesse mix, estão as 15 unidades produtoras no Centro-Sul que deixaram as fábricas de açúcar inativas durante o ciclo corrente, priorizando em 100% a moagem para o etanol.

Vendas de etanol

Pautado pela competividade crescente frente à gasolina, a venda de etanol hidratado pelas unidades do Centro-Sul bateu um novo recorde quinzenal; 1,05 bilhão de litros comercializados no mercado interno na última metade de agosto. O volume máximo anterior registrado na segunda quinzena de julho de 2018 era de 932,35 milhões de litros.

Com isso, a venda em agosto, que somou 1,97 bilhão de litros, também é uma marca histórica para um mês.

No caso do anidro, o volume destinado ao mercado doméstico alcançou 798,54 milhões de litros em agosto, dos quais 427,20 milhões foram comercializados nos últimos 15 dias do mês.

Entre abril até 1º de setembro, as vendas acumuladas de etanol pelas usinas e destilarias do Centro-Sul totalizaram 12,19 bilhões de litros (693,22 milhões de litros exportados) - expansão de 15,73% sobre 2017.


Fonte: CanaOnline