Clipping

Açúcar bruto fica firme na ICE com expectativa de menor safra na Europa e no Brasil

Os contratos futuros do açúcar bruto na ICE avançaram para uma máxima de três semanas nesta quinta-feira, recebendo suporte de expectativas de uma menor safra na Europa e no Brasil.

O contrato outubro do açúcar bruto ganhou 0,2 centavo de dólar, ou 1,9 por cento, fechando a 10,57 centavos de dólar por libra-peso, depois de tocar 10,69 centavos de dólar, a máxima desde 10 de agosto.

O contrato estava no caminho para terminar o mês de agosto com uma leve alta de 0,2 por cento, depois de se recuperar da mínima de 10 anos, atingida na semana passada. Esse seria o primeiro avanço mensal desde maio.

Operadores disseram que os preços foram suportados pela diminuição das expectativas das safras da Europa e do Brasil, o que deve reduzir o superávit global esperado para 2018/19. A probabilidade de outra grande safra da Índia, entretanto, deve limitar a recuperação dos preços.

O açúcar branco para outubro subiu 2,70 dólares, ou 0,8 por cento, para 324,30 dólares por tonelada.


Fonte: Reuters