Clipping

Açúcar bruto tem forte alta em meio a ganhos do petróleo e ajuste de posições

Postado em 30 de Abril de 2020

Os contratos futuros do açúcar bruto negociados na ICE fecharam em forte alta nesta quarta-feira, após ganhos no petróleo desencadearem uma onda de coberturas de vendidos antes do vencimento do primeiro contrato.

O contrato maio do açúcar bruto fechou em alta de 0,42 centavo de dólar, ou 4,5%, a 9,76 centavos de dólar por libra-peso, diante do avanço dos preços do petróleo e da valorização do real frente ao dólar pelo segundo dia consecutivo.

Operadores citaram coberturas de vendidos do contrato “spot” em meio ao cenário cambial do Brasil. Eles mencionaram também um movimento de rolagem de vendidos do primeio para o segundo contrato.

Apesar do segundo dia seguido de ganhos do açúcar, muitos continuam preocupados com o panorama de enfraquecimento do petróleo, que pode levar a um aumento na produção de açúcar pelas usinas do Brasil, em detrimento do etanol.

A fabricação de açúcar no centro-sul brasileiro registrou alta de 178% na primeira quinzena de abril em comparação anual, segundo a União da Indústria da Cana-de-Açúcar (Unica).

“Não há qualquer dúvida de que os produtores brasileiros vão alterar radicalmente suas intenções de produção entre açúcar e etanol”, disse a consultoria Agritel em nota.

O contrato maio do açúcar bruto expira na quinta-feira e ainda há potencial para uma grande entrega. O interesse em aberto nesta quarta-feira girava em torno de 50 mil lotes, o equivalente a 2,6 milhões de toneladas.

O açúcar branco para maio avançou 9,50 dólares, ou 3%, para 321,20 dólares por tonelada.


Fonte: Reuters