Clipping

Açúcar: contratos futuros voltam a registrar forte queda

Postado em 3 de Março de 2020

Nessa segunda-feira (2) os contratos futuros do açúcar fecharam mistos na ICE de Nova York. Os lotes para maio/20 encerraram o dia em 13.81 centavos de dólar por libra-peso, queda de 33 pontos quando comparado com a sessão anterior. Os contratos para julho/20 caíram 25 pontos e foram firmados também em 13.81 centavos de dólar por libra-peso. Os demais contratos oscilaram entre queda de 16 pontos e valorização de 17 pontos.

De acordo com a Reuters, "a Organização Internacional do Açúcar (OIA) estima um déficit de 9,44 milhões de toneladas para a temporada 2019/20, o maior em 11 anos". A agência publicou ainda um trecho de uma nota do Commerzbank que diz que "um grande número de observadores já está projetando um novo déficit para 2020/21, embora em menor escala".

Na ICE Europe, em Londres, os contratos futuros para maio/20 foram comercializados em US$ 391,90 a tonelada, queda de 4,70 dólares. Na tela agosto/20 a queda também foi de 4,70 dólares, sendo os papéis firmados em US$ 386,00 a tonelada. Os demais vencimentos recuaram entre 20 cents e 4 dólares. Apenas o lote para outubro/21 fechou em alta de 50 cents de dólar.

Mercado doméstico

Ontem, em São Paulo, a saca de 50 kg de açúcar cristal fechou em R$ 80,67, pelo indicador Cepea/Esalq, da USP. Houve desvalorização de 0,28% quando comparado ao valor da sexta-feira (28).

Etanol

Pelos índices da Esalq/BM&FBovespa, Posto Paulínia, o etanol hidratado foi negociado ontem (2), em R$ 2.197,00 o metro cúbico, baixa de 0,45% no comparativo com a sexta-feira. Esta foi a terceira queda seguida do indicador.

 

 


Fonte: Agência UDOP de Notícias