Clipping

Açúcar: Nova York encerra a semana com alta em todos os vencimentos

O açúcar bruto encerrou o pregão da última sexta-feira (7) em alta em todas as telas da bolsa de Nova York. O vencimento outubro/18 subiu 21 pontos, negociado a 11,01 centavos de dólar por libra-peso. Já a tela de março/19 teve valorização de 22 pontos e negócios firmados em 11,78 cts/lb. Nas demais telas a commodity subiu entre 14 e 21 pontos.

Segundo análise de Arnaldo Luiz Coelho, da Archer Consulting, "a posição dos fundos não-indexados pegou todo mundo de surpresa. Como a posição em aberto estava se reduzindo dia após dia, todo o mercado estava convencido de que havia cobertura de posições vendidas por parte dos fundos. No entanto, ao invés de reduzirem, eles aumentaram a exposição para um recorde de 188,738 contratos vendidos a descoberto (equivalentes a 9.6 milhões de toneladas de açúcar).

Originalmente, acreditava-se que os fundos estavam recomprando café e açúcar e tomando lucro do petróleo (que estavam comprados) pois neste mês, café e açúcar subiram levemente enquanto o petróleo caíra cerca de 4%. Parece que não foi isso que ocorreu". 

Em Londres o açúcar branco também fechou em alta, na sexta-feira, na maioria dos vencimentos. Apenas os lotes para outubro/18 fecharam no vermelho, com negócios firmados em US$ 329,00 a tonelada, 80 cents de dólar a menos que as cotações do dia anterior. As demais telas subiram entre 2,40 e 4,90 dólares, cada.

Mercado interno

No mercado doméstico o açúcar fechou em alta na quinta-feira (6), última sessão da semana em virtude do feriado de 7 de setembro. A saca de 50 quilos do tipo cristal, pelo indicador Cepea/Esalq, fechou a R$ 57,65, valorização de 0,38% no comparativo com a véspera.


Fonte: UDOP