Clipping

Açúcar: NY registra alta de 34 pontos; Londres também valoriza

Na última sexta-feira (31) os contratos futuros do açúcar registraram forte alta nas bolsas internacionais. Para o consultor Arnaldo Luiz Corrêa, ainda não se pode afirmar se esta valorização é pra valer ou apenas reflexo de um desfazimento de posição.

"Precisamos observar se os fundos mantêm serenamente suas posições vendidas no açúcar ou entrarão recomprando a posição como se não houvesse amanhã. O fato é que, como dissemos aqui, ficar vendido a descoberto a 12 centavos de dólar por libra-peso é coisa para quem tem nervos de aço e bolsos bem fundos. Como o dinheiro dos fundos é dinheiro do investidor, a taxa de administração cobrada por eles já está no bolso, se é que me entendem. Se tiverem que entrar recomprando com vigor, o farão", analisa Corrêa.

Em Nova York os contratos do açúcar demerara, com vencimento para julho/19, foram firmados em 12.10 centavos de dólar por libra-peso, alta de 34 pontos. Na tela outubro/19 12.43 centavos de dólar por libra-peso, valorização de 25 pontos. As demais telas subiram entre 16 e 18 pontos.

Na bolsa de Londres os contratos do açúcar branco para julho/19 fecharam em US$ 330,60 a tonelada, alta de 6,70 dólares. O lote para outubro/19 foi firmado em US$ 335,90 a tonelada, alta de 7,20 dólares. Os outros vencimentos subiram entre 5,20 e 6,80 dólares.

Mercado interno

No Brasil, na última sexta-feira, o indicador do açúcar cristal caiu em São Paulo. Segundo os índices medidos pelo Cepea/Esalq, da USP, a saca de 50 quilos do tipo cristal fechou cotada a R$ 63,86, baixa de 2,93% em relação aos preços negociados na véspera. No acumulado, o indicador caiu no mês de maio 8,59%.

Por Rafaela Giomo


Fonte: Agência UDOP de Notícias