Clipping

Açúcar: produção na Tailândia deve crescer 40% em 2021/22, diz adido do USDA

Postado em 15 de Abril de 2021

A produção de açúcar da Tailândia deverá se recuperar para 10,6 milhões de toneladas em 2021/22, uma elevação de 40% em relação à drástica queda na safra 2020/21, que teve uma produção de 7,57 milhões de toneladas em função de dois anos consecutivos de prolongada estiagem, disse o adido agrícola do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) em Bangkok nesta quinta-feira, 15.

Conforme o adido, o consumo doméstico de açúcar na Tailândia deve se recuperar modestamente em 2021/22, para 2,5 milhões de toneladas. Já as exportações estão estimadas em cerca de 10,45 milhões de toneladas, um crescimento de 43% na comparação com a temporada 2019/20.

Esse crescimento está alinhado com a esperada retomada da economia global em 2022. A valorização das cotações internacionais do petróleo encoraja as usinas brasileiras a direcionarem mais cana para a produção de etanol, em detrimento ao açúcar. Como resultado, a menor oferta exportável do Brasil deverá aumentar a demanda para o açúcar tailandês no mercado mundial.

A produção de cana da Tailândia deverá aumentar para 90 milhões de toneladas em 2021/22, resultado de uma melhora na produtividade a partir de boas condições climáticas, apesar de uma redução na área cultivada de cerca de 9%.


Fonte: Agência Safras - retirado do Portal Canal Rural