Clipping

Açúcar recua na ICE por excesso de oferta e real enfraquecido

Os preços do açúcar na ICE caíram nesta quarta-feira, por preocupações a respeito do excesso de oferta no curto prazo e com o enfraquecimento do real.

O contrato outubro do açúcar bruto fechou em queda de 0,11 centavo de dólar, ou 0,9%, a 11,61 centavos de dólar por libra-peso.

O real, pressionado pela crise monetária na Argentina, perdeu valor em relação ao dólar, encorajando a venda por produtores de commodities precificadas em dólar, como o açúcar.

Persistentes sinais de um excesso de oferta também pressionaram o mercado do açúcar.

Chuvas de monções dentro da média na Índia pela terceira semana consecutiva aliviaram as preocupações de seca no país.

Os preços do petróleo recuaram após dados econômicos fracos de China e Europa, o que pode estimular as usinas brasileiras a usarem mais cana para a produção de açúcar e menos para o etanol.

A produtora de açúcar São Martinho está evitando fixar preços do adoçante para a próxima temporada, por acreditar que as cotações da commodity atingiram um piso e devem se recuperar no médio prazo.

O açúcar branco para outubro recuou 2,50 dólares, ou 0,8%, para 314,70 dólares por tonelada.

Por Maytaal Angel e Jessica Resnick-Ault

 


Fonte: Reuters