Clipping

Açúcar se recupera na ICE diante de altas no petróleo e ações

Postado em 23 de Abril de 2020

O contrato maio do açúcar bruto fechou em alta de 0,08 centavo de dólar, ou 0,8%, a 9,83 centavos de dólar por libra-peso, depois de atingir na véspera uma mínima de 12 anos (9,55 centavos).

Operadores disseram que embora o açúcar continue dominado por sinais macroeconômicos fracos, as preocupações estão aumentando em relação às medidas de isolamento no Brasil, que poderiam levar usinas a reduzir a moagem de cana ou a fechar por razões financeiras.

“Uma das principais razões para a fraqueza do açúcar neste momento é a expectativa de que o centro-sul do Brasil aumentará a produção do adoçante em mais de 10 milhões de toneladas, na comparação com as últimas duas temporadas. Isso seria improvável em caso de comprometimento das atividades das usinas”, disse a ADM Investor Services em nota a clientes.

O açúcar perdeu um terço de seu valor desde meados de fevereiro, especialmente por causa das expectativas de aumento de produção no Brasil.

Enquanto isso na Tailândia, segunda maior exportadora de açúcar do mundo, a produção atingiu o menor nível em uma década em 2019/20, com os rendimentos afetados por uma forte seca.

O açúcar branco para agosto avançou 2,60 dólares, ou 0,8%, para 324,60 dólares por tonelada.


Fonte: Reuters