Clipping

Açúcar termina a semana valorizado nas bolsas de Nova York e Londres

Os contratos futuros do açúcar fecharam a semana (18 a 22 de fevereiro) em alta, nas bolsas internacionais. Em Nova York, os contratos para março/19 foram firmados em 13.37 centavos de dólar por libra-peso, alta de 13 pontos. Na tela maio/19 os papéis fecharam em 13.30 centavos de dólar por libra-peso, valorização de 10 pontos. Os demais vencimentos subiram entre 7 e 11 pontos.

Em Londres, os contratos para maio/19 ficaram em US$ 359,30 a tonelada, alta de 3,30 dólares. O lote para agosto/19 foi firmado em US$ 367,80 a tonelada, valorização de US$ 3,60. Os outros contratos valorizaram entre 2,80 e 3,70 dólares.

De acordo com o consultor Arnaldo Luiz Corrêa, diretor da Archer Consulting a valorização da commodity pode ser explicada pelo valor da moeda brasileira. "O real está mais fraco do que se supunha antes de Bolsonaro tomar posse. Acreditava-se que com a expectativa de reformas a serem introduzidas pelo novo presidente a cotação da moeda americana iria sofrer grande pressão. Por enquanto, não vimos isso acontecer. As usinas aproveitam eventuais picos pontuais do dólar e já fixam seus compromissos para o vencimento março/2020. São poucas, mas atuantes, que tem meta de fixar ao redor de R$ 1,250 a tonelada FOB", esclarece.

São Paulo

Na sexta-feira o indicador diário Cepea/Esalq para açúcar cristal fechou em R$ 67,56/sc de 50 kg, valorização de 1,03%.

 

 

 

 


Fonte: Agência Udop de Notícias