Clipping

AÇÚCAR/ÍNDIA/ISMA: Produção cai quase 20% até fim de abril ante temporada anterior

Postado em 4 de Maio de 2020

A produção de açúcar 2019/2020 na Índia alcançou 25,801 milhões de toneladas no período de 1º de outubro a 30 de abril, de acordo com boletim de acompanhamento da Associação Indiana das Usinas de Açúcar (Isma, na sigla em inglês). O volume é 19,80% inferior ao total de 32,171 milhões de toneladas produzido em igual período de 2018/2019. A redução na produção ocorre ao mesmo tempo em que o país tem mais usinas processando cana-de-açúcar em comparação com a safra passada. Segundo a Isma, 112 unidades estavam em operação até o fim de abril deste ano, ante 90 no mesmo período do ano anterior.

Na região de Maharashtra, a fabricação de açúcar registrou forte queda de 43,37%, ao passar de 10,715 milhões de toneladas até 30 de abril do ano passado para 6,067 milhões de toneladas até a mesma data deste ano. Das 146 usinas que trabalhavam na safra de 2019/2020, 143 encerraram as operações no período.

Em Uttar Pradesh, das 119 unidades que estavam em operação desde o início da temporada, 75 continuaram processando cana-de-açúcar até o fim de abril deste ano. No período, foram produzidas 11,652 milhões de toneladas, alta de 3,29% ante as 11,280 milhões de toneladas registradas um ano antes, quando 68 usinas atuavam no setor.

O relatório destaca que, embora as exportações de açúcar do país tenham sido afetadas pelo período de bloqueio para conter o novo coronavírus, novos contratos estão voltando a serem assinados, especialmente para Indonésia e Irã, que estão importando grandes volumes, afirma a Isma. De acordo com o boletim, as operações nos portos estão sendo retomadas e devem se normalizar nesta semana.

A expectativa para as vendas da commodity também é positiva à medida em que o bloqueio for suspenso por completo, e isso já é refletido no aumento do processamento de açúcar das usinas indianas na última semana de abril, segundo a Isma. "É esperado que a demanda por açúcar aumente assim que o bloqueio for retirado, especialmente por causa do aumento do consumo de alimentos industrializados no verão", afirma em boletim. A comercialização da commodity cresceu em 1,024 milhão de toneladas até fevereiro de 2020, na comparação com igual período do ano passado. Esse avanço, entretanto, foi compensado pela retração nas vendas observada em março e abril, em decorrência do novo coronavírus, informa a Isma.


Fonte: Broadcast Agro