Clipping

Agronegócio é fundamental para retomada econômica, diz presidente do BB

O presidente do Banco do Brasil, Paulo Caffarelli, exaltou a participação do agronegócio para a recuperação da economia brasileira. “O agronegócio tem sido fundamental no esforço de retomada”, afirmou nesta terça-feira, 11, citando o avanço de 13,4% do setor no Produto Interno Bruto (PIB) do primeiro trimestre deste ano, que subiu 1% na margem.

Segundo o executivo, o segmento responde por 22% do PIB nacional e 43% das exportações brasileiras, que somaram US$ 107,714 bilhões no primeiro semestre. “O agronegócio também contribuiu para o saldo da balança comercial”. A balança teve superávit de US$ 36,219 bilhões nos primeiros seis meses do ano. As declarações foram dadas durante discurso no lançamento do Plano Safra 2017/2018.

“Sem prejuízo ao comércio, aos serviços e à indústria, agronegócio é o propósito desse País, nossa vocação em essência, onde nós nos destacamos”, reforça.

Caffarelli ainda ressaltou que a safra recorde 2016/2017, estimada atualmente em 237,21 milhões de toneladas, conforme a Conab, contribuiu com boas notícias em outros indicadores econômicos, como a inflação. “A safra recorde ajudou na queda nos preços de alimentos, beneficiando as famílias brasileiras.”

Crédito

O presidente do BB afirmou que o banco é líder na concessão de crédito para o agronegócio brasileiro, com 60% de participação. Segundo ele, 26% do total da carteira da instituição é destinada ao agronegócio. Durante o discurso, Caffarelli confirmou que os recursos liberados pelo banco para a Safra 2017/2018 (R$ 103 bilhões) será 30% maior do que os da safra anterior (R$ 72 bilhões), conforme antecipou o Broadcast. “O agronegócio é fruto do crédito, tecnologia e eficiência dos produtores”, ressaltou o executivo.


Fonte: Estadão Conteúdo