Clipping

Alcoolvale faz rotação de cultivo com soja pela primeira vez

Postado em 22 de Abril de 2019

Ação foi realizada em parceria com produtores rurais e visa uma série de benefícios, como a recuperação do solo

Pela primeira vez em sua história, a Alcoolvale plantou soja no sistema de rotação de cultivo. A ação foi realizada neste ano em parceria com o produtor rural Floriano Tiago Virginski, em uma área de 106,76 hectares. Do plantio à colheita, o processo dura de 105 a 110 dias, que coincide com o período da entressafra da cana. Para lavrar a terra, foi utilizada apenas uma plantadeira, com nove linhas de semeadura. Os discos de corte abrem passagem no solo para o adubo, 14 sementes são colocadas a cada metro linear, e, para finalizar, a própria máquina cobre o sulco em que a soja acabou de ser plantada.

Amendoim

E, pelo segundo ano consecutivo, a empresa está plantando amendoim logo após a safra da cana. A cultura ocupa 900 hectares da empresa Nani Agroindustrial Ltda. No caso do amendoim, do plantio à colheita serão quatro meses de lavoura. A rotação de culturas é uma técnica agrícola de conservação que visa diminuir a exaustão do solo. Isso é feito trocando o cultivo ao final da safra de cana, e, com a alternância de espécies - como neste ano, com a soja e o amendoim -, as necessidades de adubação são diferentes a cada ciclo, que acaba levando maior número de nutrientes à terra.

Benefícios

Além do propósito comercial com a rotação, a intenção é recuperar o solo, aumentando sua atividade biológica e capacidade de absorção de água, diminuindo o risco de erosão e perda de nutrientes com as enxurradas. São vários os benefícios, como controle de doenças, controle de pragas, controle de plantas daninhas, maior proteção do solo, reciclagem de nutrientes e aumento de produtividade.

 


Fonte: Comunicação Alcoolvale