Clipping

Alemã Suedzucker registra prejuízo operacional diante de baixos preços do açúcar

A alemã Suedzucker, maior refinadora de açúcar da Europa, divulgou nesta quinta-feira um prejuízo operacional no terceiro trimestre, atingida pelo colapso global dos preços do adoçante. 

O grupo registrou um prejuízo operacional de 23 milhões de euros (26,6 milhões de dólares) nos três meses até 30 de novembro, comparado a um lucro operacional de 103 milhões de euros um ano antes, com receita trimestral caindo 5,1 por cento, para 1,71 bilhão de euros. 

A Suedzucker reiterou suas expectativas de lucro operacional do grupo de 25 milhões a 125 milhões de euros no ano financeiro de 2018/19, abaixo dos 445 milhões de euros do ano anterior. 

A empresa também repetiu sua previsão para a receita do grupo no ano todo, de 6,6 bilhões a 6,9 bilhões de euros, contra os 7 bilhões de euros do ano anterior. 

"A principal razão para o resultado trimestral são os baixos preços do açúcar", disse um porta-voz da Suedzucker. A liberalização do mercado (de açúcar) da UE significa que a queda dos preços mundiais também deprime os preços na Europa, afirmou a companhia.

Os contratos futuros de açúcar bruto encerraram o ano de 2018 em seu menor patamar em 10 anos, pressionados pelo forte excesso de oferta global. 

A União Europeia liberalizou seu mercado de açúcar em setembro de 2017, encerrando seu sistema de preços mínimos garantidos e cotas de produção. Isso deu aos produtores mais liberdade para expandir a produção e exportar, mas o pior cenário emergiu, com os produtores europeus expostos ao colapso dos preços mundiais.

Por Michael Hogan

 

 

 


Fonte: Reuters