Clipping

Alexandre Garcia: Governo Biden deve ser mais aberto a subsídios ao agro dos EUA

Postado em 24 de Novembro de 2020

Por outro lado, comentarista não acredita que a nova gestão americana vá atacar diretamente o setor produtivo brasileiro devido a questões ambientais

O atual presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, abriu as portas da Casa Branca para o gabinete de transição. De acordo com o comentarista Alexandre Garcia, isso demonstra que Trump, de alguma forma, reconhece a vitória de Joe Biden.

Com o início da nova administração nos Estados Unidos, muitos produtores estão preocupados, já que o presidente Jair Bolsonaro era bastante alinhado a Trump e também porque, durante a campanha, Biden ameaçou retaliar o Brasil se o desmatamento na Amazônia continuasse.

Garcia acredita que o próximo presidente americano não terá tempo para se preocupar tanto com o Brasil. “Biden vai estar muito preocupado com o Congresso dos EUA e com a situação interna, porque Trump vai continuar sendo uma força de oposição. Ele também não vai prejudicar uma aliança, um relacionamento que vem de séculos. São tradicionais amigos e parceiros, Brasil e Estados Unidos”, diz.

Do lado de cá, o comentarista também não vê problemas. O governo de Jair Bolsonaro demonstra estar pronto para a mudança, inclusive planejando participar da posse de Biden no próximo ano.

Mas o Brasil pode ser afetado indiretamente pela gestão Biden, segundo Alexandre Garcia, pois o novo secretário de Estado americano, cargo que equivale ao ministro de Relações Exteriores no Brasil, tem uma visão bastante parecida com a europeia. “Como a questão de subsídios a agropecuária, por exemplo. Não há a menor dúvida”, diz.

Cabe ao Itamaraty se manter atento e defender os interesses do Brasil e de seus produtores, para equilibrar a situação, diz o comentarista.

 


Fonte: Canal Rural