Clipping

Após estimativa da Datagro de quebra na produção de açúcar no CS, commodity fecha em alta em NY

Os preços do açúcar fecharam mistos a sessão realizada ontem (14), na bolsa de Nova York. A commodity foi comercializada a 12.76 centavos de dólar por libra-peso no vencimento maio/18, alta de 14 pontos no comparativo com a véspera. Na tela julho/18, houve aumento de oito pontos, com preços firmados em 12.97 centavos de dólar por libra-peso. Os demais negócios subiram seis e dois pontos e os outros caíram um e dois pontos.

Segundo o jornal Valor Econômico de hoje (15), os preços subiram em maior parte dos contratos, sustentados pela divulgação da consultoria Datagro sobre a estimativa de safra no Centro-Sul do Brasil. A cerimônia de abertura de safra foi realizada ontem, em Ribeirão Preto/SP.

De acordo com a publicação do Valor, a Datagro informou durante o evento que no "Centro-Sul brasileiro a produção de açúcar deverá cair pelo menos 5 milhões de toneladas na safra 2018/19, para menos de 32 milhões de toneladas. Ainda assim, é consenso entre analistas que haverá superávit global na temporada".

Na bolsa de Londres, os negócios também fecharam mistos ontem. A commodity foi comercializada na tela maio/18 a US$ 353,90 a tonelada, valorização de 20 cents de dólar. O vencimento agosto/18 teve alta de 10 cents de dólar, negociado a US$ 349,70 a tonelada. Os demais contratos caíram entre 30 e 50 cents de dólar.

Mercado doméstico

Os preços do açúcar cristal no Brasil, fecharam em queda ontem, segundo análise do Cepea/Esalq, da USP. A saca de 50 quilos foi vendida a R$ 50,96, retração de 0,41% no comparativo com o dia anterior, quando houve valorização dos preços.

Etanol hidratado

O etanol também teve queda ontem, de acordo com os indicadores da Esalq/BVMF. O biocombustível foi comercializado a R$ 1.960,50 o metro cúbico, baixa de 0,43% quando comparado com os preços praticados na véspera.


Fonte: Agência Udop de Notícias