Clipping

Apple lançará carro entre 2023 e 2025, diz analista

O analista especializado na Apple Ming-Chi Kuo enviou uma carta a investidores, segundo a AppleInsider, canal de notícias sobre a companhia, afirmando que a Apple ganhará seu próximo trilhão de dólares ao apostar no Apple Car e em um fone de realidade aumentada.

Segundo o canal, Ming-Chi Kuo espera que a Apple lance o carro entre 2023 e 2025. O produto, segundo ele, terá potencial para revolucionar o mercado automobilístico tanto quanto o iPhone fez no mercado de smartphones em 2007.

“Esperamos que o Apple Car, que provavelmente será lançado entre 2023 e 2025, seja o próximo produto estrela.”

No início deste mês, a Apple alcançou o posto de primeira empresa a valer US$ 1 trilhão em valor de mercado, deixando Amazon, Alphabet e Microsoft para trás.

A Apple, diz Kuo, pode fazer a "melhor integração de hardware, software e serviços" do que os atuais concorrentes no setor de eletrônicos de consumo e nos potenciais concorrentes do setor automotivo.

O analista, que hoje trabalha para a TF International Securities, acredita que há "enormes demandas de reposição" no setor automobilístico, porque ele está sendo redefinido com novas tecnologias.

Os veículos autônomos, por exemplo, se tornaram a maior aposta de mobilidade do setor.

Um analista da Forbes acredita que para a Apple desenvolver seu próprio carro, deve apostar em parcerias com manufatureiras.

"Diferentemente da Tesla, que abriu sua própria fábrica de automóveis, a Apple deve contar com um fabricante externo para a montagem", diz David Silver.

 De acordo com Kuo, as principais vantagens tecnológicas da Apple (como por exemplo realidade aumentada) diferenciariam o Apple Car dos produtos de seus pares.

Rumores sobre o "carro da Apple", um projeto de veículo autônomo, começaram a proliferar em 2014.

No mesmo ano, Tim Cook, presidente da marca, admitiu que a empresa trabalha em tecnologias para carros autônomos (como sensores inteligentes), mas não há confirmação oficial de que desenvolva seu próprio modelo.


Fonte: Folha de S. Paulo