Clipping

Asplana estima safra de 18 mi de toneladas no ciclo 19/20

Contabilizando os dados da safra 18/19, onde foram processadas quase 16,5 milhões de toneladas de cana, o diretor Técnico da Asplana, Antônio Rosário, declarou que o ciclo contou com um incremento de 27% na produção de cana. “Na próxima moagem, com o clima favorável, tratos culturais e o processo de renovação do canavial, devemos ter uma safra de 18 milhões de toneladas de cana”, estima Rosário.

De acordo com ele, apesar dos preços do açúcar e do etanol não terem atendido as necessidades do segmento, a perspectivas para a próxima safra conta com um cenário mais otimista em comparação a moagem passada.

“Os preços são fruto de uma questão de mercado. Nós - fornecedores e usinas - temos apenas sob o nosso controle os custos e o aumento da produtividade. A gente acredita que o pior já passou e esperamos agora dias melhores para todos”, afirmou o diretor Técnico da Asplana.

Segundo ele, a equiparação dos impostos do açúcar cristal e do etanol feita pelo governo estadual em relação aos demais Estados do Nordeste, tornou o setor em Alagoas mais competitivo no mercado.

“gora, passamos a ter novamente condições de competir com os demais Estados. Neste processo, demos a nossa contrapartida. Tivemos um aumento superior a dois milhões de toneladas de cana e a ATR também melhorou. A partir de agora, vai depender apenas do preço de mercado que também deve ter uma melhora”, finalizou Antônio Rosário.

 

 


Fonte: Assessoria Jornal de Alagoas