Artigos

Aumento da gasolina continua envolto em segredos - Miriam Leitão

Postado em 5 de Novembro de 2014
O reajuste da gasolina está com um certo ar de segredo. A reunião do Conselho de Administração da Petrobras terminou sem que a data nem o tamanho do reajuste fossem divulgados. Quanto mais tarde for o reajuste, menor será o impacto na inflação.
 

O governo, que controla a Petrobras, usa o preço dos combustíveis para administrar o IPCA. Se a alta pesar em dezembro, será possível aproveitar uma folga na inflação, que no mesmo mês de 2013 ficou em 0,92%. O governo não quer terminar o ano com o indicador acima do teto da meta. Mas é evidente que na reunião do Conselho, que durou nove horas, também foram discutidos os desdobramentos da crise na Petrobras, em que a auditoria responsável se recusa a assinar o balanço da companhia se a empresa mantiver em seus quadros Sérgio Machado, o presidente da Transpetro acusado de desviar recursos.
 

Nada como o fim da campanha eleitoral para a verdade aparecer. Sim, há problemas graves de água na distribuição em São Paulo e nos reservatórios das hidrelétricas, onde os lagos estavam com apenas 18% da capacidade no fim de outubro. Na época do apagão, os reservatórios tinham 21%. Começam a avisar agora que no verão pode faltar energia.
 

A verdade é teimosa e aparece.

Fonte: O Globo