Clipping

Baixa umidade do solo atrapalha desenvolvimento da cana

Nesta terça-feira (24), há previsão de que ocorra algumas pancadas de chuva sobre a faixa norte do Mato Grosso, Rondônia e em grande parte da Região Norte. Nas demais regiões do Brasil, o dia será de tempo aberto e sem previsão para chuva. Isso devido a um bloqueio atmosférico na altura de São Paulo e do Paraná, que impede o avanço das frentes frias.

Nas regiões produtoras do sudoeste e sul goiano, leste do Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, as condições não são favoráveis. O plantio tardio do milho neste ano, provocou um atraso no período de pendoamento dos milharais, o que ocorreu justamente no período mais seco. Desse modo, será muito difícil o Brasil colher uma safra de milho safrinha superior a 60 milhões de toneladas.

Para o setor sucroalcooleiro, o tempo mais firme tem possibilitado o rápido avanço da colheita da cana em todas as principais regiões produtoras. No entanto, os baixos índices de umidade do solo têm dificultado o pleno desenvolvimento das lavouras que ainda estão em fase de desenvolvimento, podendo acarretar perdas pontuais nas áreas a serem colhidas durante esses próximos meses.

A menor ocorrência de chuva no Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia, tem possibilitado o rápido avanço da colheita da soja e do milho. As médias de produtividade estão superando as perspectivas, no caso do algodão, mesmo com a redução, os níveis de umidade do solo continuam altos, mantendo ótimas condições ao desenvolvimento das lavouras.

Condições do milho safrinha e do feijão

Com exceção do milho safrinha e do feijão, as demais culturas se encontram em boas condições, já que não são observadas nenhuma grande anomalia que possa ocasionar perdas nos potenciais produtivos.

A ausência de chuva nas principais regiões produtoras de milho safrinha e de feijão, complicam o desenvolvimento das plantas, ocasionando a redução em seus potenciais produtivos e preocupando os produtores. O retorno das precipitações está previsto para o final da semana que vem, em toda faixa central do país. Muitas lavouras estão entrando em estresse hídrico.


Fonte: Climatempo (24/04)