Clipping

Benefícios da reforma de cana consorciada com a cultura da soja conquistam o setor sucroenergético

A dobradinha cana-de-açúcar e soja será um dos destaques do 21º Seminário de Mecanização e Produção de Cana-de-Açúcar.

 

Rotação de cultura em área de renovação de canaviais. O assunto não é novo, no entanto, nos últimos anos, a soja passou a engrossar essa relação onde figuravam, principalmente, a cana, o amendoim e a crotalária. Em 2018, estima-se que foram plantados cerca de 650 mil hectares de soja nas usinas, que começam a se interessar por esta nova opção de receita.

Os motivos dessa introdução da soja são vários, de acordo com o pesquisador Denizart Bolonhezi, da Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (APTA), da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, que enumera alguns deles:

- O aumento da camada vegetal otimiza a infiltração de água no solo diminuindo a ocorrência de erosões;

- Aumento do teor de matéria orgânica, que favorece o desenvolvimento de bactérias fixadoras de nitrogênio. A fixação do N contribui para a diminuição da contaminação do solo e das águas do lençol freático, reduzindo ou evitando o uso de fertilizantes e diminuindo os gastos com as culturas subsequentes;

- O aumento da massa vegetal, bem como, dos organismos decompositores, gera uma maior utilização dos gases presentes na atmosfera, promovendo a diminuição dos gases de efeito estufa.

O pesquisador também destaca as vantagens da rotação com a soja em comparação com a rotação com o amendoim:

- Ampla possibilidade de venda do produto. O agricultor não fica atrelado a apenas um comprador;

- Por ser uma commodity, quem regula seu preço é o mercado internacional, o que abre um leque de possibilidades de negociações para o produtor, que pode, por exemplo, vender no mercado futuro;

- Preço fixo no mercado externo, condições de armazenagem e genética evoluída. 

Para saber como alcançar todas essas vantagens de rotação com a soja, o ideal é conferir a palestra “Potencial e Desafios da Soja na Reforma de Canaviais”, que o pesquisador Denizart Bolonhezi apresentará no 21º Seminário de Mecanização e Produção de Cana-de-Açúcar. 

O seminário é realizado pelo Grupo IDEA e acontecerá nos dias 27 e 28 de março de 2019, no Centro de Eventos do Taiwan, em Ribeirão Preto, SP. E as inscrições já estão abertas no site: www.ideaonline.com.br. 

 

Serviço:

21º Seminário de Mecanização e Produção de Cana-de-Açúcar

Data: 27 e 28 de Março de 2019
Local: Centro Taiwan de Eventos – Ribeirão Preto - SP
Mais informações: 16 3211 4770
E-mail: eventos@ideaonline.com.br

www.ideaonline.com.br