Clipping

Biodiesel/Imea: produção em MT pode cair 8% se mistura obrigatória se mantiver em b10 até o fim do ano

Postado em 20 de Abril de 2021

Se a mistura de biodiesel no diesel for mantida em 10% até o fim do ano, a produção de biodiesel em Mato Grosso deve somar 1,26 milhão de m³ em 2021, segundo o Instituto Mato-Grossense de Economia Agropecuária (Imea).

O volume representaria recuo de 8% ante o produzido pelo Estado em 2020, de 1,37 milhão de m³. Na semana passada, o governo reduziu a mistura obrigatória de 13% para 10% nos meses de maio e junho.

Se essa decisão for prorrogada para o restante do ano, e a produção mato-grossense for de fato menor, o Estado tende a consumir também um menor volume de soja para processamento de biodiesel, de 4,65 milhões de toneladas. "Isto é, caso a redução de fato se consolide durante o ano, é esperado que o consumo de soja no Estado seja 8,68% menor em relação ao que foi visto em 2020 para a produção do biodiesel, retornando a patamares próximos ao consumo de 2019", afirmou o Imea em boletim semanal. Em 2020, com o mandato B12, 5,09 milhões de toneladas de soja foram direcionadas à produção de biodiesel no Estado.

Anteriormente, com a mistura obrigatória de 13%, o Imea esperava produção de 1,63 milhão de m³ de biodiesel em Mato Grosso neste ano, 23% a mais que o estimado atualmente, e demanda de 6,04 milhões de toneladas de soja para esse fim. De acordo com o instituto, essa redução equivale a 1,39 milhão de toneladas de soja que deixariam de ser consumidas no Estado para produção do biocombustível.

Por Isadora Duarte


Fonte: Broadcast Agro