Clipping

BNDES aprova R$332,7 mi à Usina Batatais para plantio, cogeração e moagem

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) aprovou um financiamento de 332,7 milhões de reais para a Usina Batatais, o qual será usado na ampliação da capacidade de processamento de cana, bem como expansão e renovação de canaviais e aumento da cogeração de energia, informou a instituição nesta quarta-feira.

Conforme o BNDES, a Usina Lins, uma das duas unidades do grupo no interior de São Paulo, terá sua capacidade de moagem ampliada para até 4,2 milhões de toneladas de cana por safra.

"Para tanto, serão adquiridos equipamentos para aumentar a capacidade de recepção e de preparo de cana, a velocidade de moagem e a capacidade de tratamento do caldo para produção de açúcar e etanol", disse o BNDES em comunicado.

A empresa também irá investir em 27,5 mil hectares de plantio de cana, "dos quais 14 mil hectares referentes à renovação dos canaviais e 13,5 mil hectares relativos à expansão da área cultivada —além da aquisição de novos equipamentos agrícolas".

Por fim, a Usina Batatais vai promover o plantio de espécies nativas em 300 hectares e 180 hectares de Áreas de Preservação Permanente (APP) próximas às usinas Batatais e Lins, respectivamente.

"Os investimentos da empresa devem ocorrer até meados de 2020, e os recursos do BNDES vão permitir a criação de 280 empregos diretos após a realização dos investimentos", informou o BNDES.


Fonte: Reuters - retirado do Portal Extra