Clipping

Boeing 787 voa em distância recorde utilizando biocombustível

A Boeing realizou um voo com um 787-9 Dreamliner de Seattle para o Cairo, abastecido inteiramente por biocombustível. A aeronave percorreu 10.973 quilômetros pela EgyptAir, sendo o mais longo voo 787 realizado até agora usando biocombustíveis.

A fabricante oferece a opção do combustível como um adicional de componente de fábrica. A EgyptAir é a primeira companhia aérea a aceitar a oferta.

A empresa projetou o modelo para ser eficiente em termos de suprimentos. Em um comunicado à imprensa , a Boeing estima que, desde a introdução do 787 em 2011, 37 milhões de libras de combustível foram poupados. A adição de biocombustíveis à mistura reduzirá ainda mais o impacto ambiental do modelo.

“Estamos comprometidos com o crescimento sustentável de nossa companhia aérea e apoiando os esforços da aviação comercial para proteger o meio ambiente … o 787-9 Dreamliner é uma ótima opção para nossa rede e oferece aos nossos clientes uma escolha responsável para viagens aéreas.”, diz a empresa em um comunicado.

Apesar da notícia, operações com este tipo de combustível não são novidade. Este tipo de operação para a aviação foi certificado e está disponível desde 2008, e a Agência Internacional de Energia observa que mais de 150.000 vôos foram realizados, pelo menos parcialmente, alimentados por biocombustíveis.

 

 


Fonte: Via Trolebus