Clipping

Bolsonaro cobra apoio de bancada do agro para eleger presidente da Câmara

Postado em 12 de Janeiro de 2021

Presidente da FPA declarou que vai votar no candidato de Rodrigo Maia, Baleia Rossi, o que gerou repercussão no Planalto

O presidente Jair Bolsonaro disse nesta segunda-feira, 11, que precisa de apoio dos parlamentares da bancada do agro para eleger o deputado Arthur Lira (PP-AL) como presidente da Câmara. A briga para quem vai substituir Rodrigo Maia está acirrada, já que o principal rival do candidato de Bolsonaro é o deputado Baleia Rossi (MDB-SP), nome defendido pelo próprio Maia.

A cobrança de Bolsonaro veio após o presidente da Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA), o deputado Alceu Moreira (MDB-RS), declarar apoio ao colega de partido. “Democracia com compromisso de entrega: anuncio desde já que votarei no deputado Baleia Rossi, candidato do meu partido, para a presidência da Câmara. O deputado é extremamente qualificado para o diálogo com qualquer partido, o que é imprescindível para levar à frente as pautas que o país precisa. E isso em nada tem a ver com apoio a pautas da esquerda como muitos dizem”, disse Moreira em seu Twitter neste domingo, 10.

Com isso, Bolsonaro declarou que sempre foi defensor do campo e cobrou apoio de deputados da bancada do agronegócio, presidida por Moreira.

“O campo nunca teve um tratamento tão justo e honesto como teve comigo. (…) Pelo amor de deus, o que eu fiz pro campo? O campo está bombando e o pessoal do campo tem que estar comigo e é o mínimo de razoabilidade que eu peço para eles para a gente poder levar as nossas pautas para frente”, disse.

Bolsonaro se coloca como aliado de primeira ordem do agro brasileiro, relembrando decisões de governos anteriores e até do atual presidente da Câmara. “Se eu fizesse a agenda ambiental xiita de governos anteriores, o agronegócio estava no fundo do poço. O mínimo que eu peço aos parlamentares do campo, por quem tenho gratidão e apreço, é que votem no nosso candidato para não deixar mais caducar medidas provisórias, como está caducando essa da regularização fundiária. Matou o campo. Poderíamos ter todo o campo regularizado, onde o homem poderia fazer seus empréstimos, e isso não vai para frente porque o presidente da Câmara deixou caducar”, disse.

O presidente da República se mostrou incomodado por aliados estarem apoiando o candidato Baleia Rossi justamente pelo fato de ele estar se aliando a partidos da esquerda. “Agora eu vejo alguns poucos do agronegócio apoiando candidato que está do lado da esquerda. Pessoalmente gosto do candidato do outro lado [Baleia Rossi], mas ele está do lado do PT e do Psol”, finalizou.

Enquanto Bolsonaro declarava sua posição em Brasília, o presidente da FPA utilizou o Twitter para voltar ao assunto. .Moreira também criticou a decisão do governo, mas desta vez no apoio ao candidato à presidência da Câmara. “Ontem [domingo], quando postei que apoiava o Baleia Rossi, tive manifestações críticas de diversas formas. Agora vejo que o PT e o governo apoiam o mesmo candidato para presidente do Senado. E aí?”, questionou.

As eleições para a presidência da Câmara e Senado estão marcadas para o início de fevereiro.

 


Fonte: Canal Rural