Clipping

Bradesco projeta carteira agro 15% maior em 2019

Bradesco prevê fechar 2018 com um carteira do crédito de R$ 15 bilhões para o setor agropecuário, 12% superior à do ano passado, e um crescimento ainda maior em 2019, de 15%. O superintendente de Agronegócio do banco, Rui Rosa, diz à coluna que sustentam esta perspectiva a grande produção de grãos em 2017/18, a previsão de aumento da área plantada em 2018/19, além da queda da Selic, que tornou mais atrativas para produtores linhas com juros não subsidiados.

Os produtos financeiros com taxas de mercado é que devem suprir a demanda extra, na opinião do executivo. Enquanto neste ano atenderam a 40% da carteira do banco, em 2019 devem chegar a 50%. "O total de recursos obrigatórios (provenientes de depósitos à vista e ofertados a juros mais baixos para custear a safra) deve estacionar ou recuar em 2019", avalia. Desde 2017 o Bradesco vem reforçando a equipe e ampliando serviços para o agronegócio.

Novidade

Rui Rosa conta que o Bradesco está desenhando um produto para quem adota o sistema de integração lavoura-pecuária-loresta, o ILPF. A ideia é agilizar a liberação de crédito, aprovando previamente montante que o produtor poderia demandar durante determinado período, com diferentes linhas e prazos. Para o custeio da área de grãos, por exemplo, a quitação da dívida se daria ao fim da colheita; para criação de gado, em até dois anos; aquisição de máquinas, até dez anos. "Estamos avaliando questões jurídicas para compatibilizar o produto com as regras atuais. A ideia é lançar em 2019", diz.


Fonte: Broadcast Agro