Clipping

Brasil espera que China não renove tarifas de importação de açúcar, diz secretário

Postado em 6 de Maio de 2019

O Brasil espera que o governo chinês não renove certas tarifas de importação sobre o açúcar, disse nesta sexta-feira o secretário de Comércio e Relações Internacionais do Ministério da Agricultura, Orlando Leite Ribeiro.Quando anunciadas em 2017, as tarifas adicionais para açúcar deveriam durar pelo menos três anos.

"O tema do açúcar tem sido discutido pelas delegações da China e Brasil em Genebra. E as conversas têm caminhado bem. A nossa expectativa é que as salvaguardas não sejam renovadas", disse ele a jornalistas.

O governo chinês, desde maio de 2017, vem aplicando medidas de salvaguarda às importações de açúcar, algo que atinge diretamente o Brasil, maior exportador global.Os brasileiros costumavam ser grandes fornecedores do produto aos chineses, antes das tarifas adicionais, de 45 por cento, serem aplicadas.

Atualmente, a China vem aplicando na prática uma tarifa final de importação de 90 por cento, segundo o ministério.Uma redução na taxa é esperada para este mês, e a tarifa total passaria a ser de 85 por cento.O Brasil está conduzindo negociações sobre a questão com a China na Organização Mundial do Comércio (OMC).

 

 


Fonte: Reuters (03/05)