Clipping

Cana pode ter paralisações momentâneas nas colheitas

A passagem de uma frente fria pela Região Sudeste deixa o tempo instável e com previsão de chuva ao longo do dia em grande parte das áreas produtoras do norte do Rio Grande do Sul ao Maranhão. Entretanto, os maiores volumes de chuva e até mesmo a ocorrência de chuva mais generalizadas devem ocorrer sobre a faixa leste do país.

No final de semana e, principalmente, ao longo da semana que vem, há previsão de chuva mais generalizada e mais frequente sobre todas as regiões produtoras do Brasil. Com isso, o plantio avança em todas as regiões sem grandes problemas. A grande dificuldade estará na realização da colheita do trigo e da cana-de-açúcar, que devido à chuva, devem sofrer paralisações momentâneas ao longo desta semana.

As precipitações mais frequentes que ocorreram no Sul do Brasil, causaram prejuízos na qualidade dos grãos de trigo, em que o PH já apresenta forte redução em algumas áreas, reduzindo o valor de mercado, que já está abaixo da perspectiva.

A tendência é que ao longo da segunda quinzena de outubro a chuva continue mais concentrada no Sul, uma vez que as temperaturas das águas do Oceano Pacífico se elevaram bastante nesta última semana, reforçando os corredores de umidade.

O grande problema será o Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia, em que apesar da chuva neste início de semana, a previsão é que volte a ter um novo período seco nas próximas semanas. Isso irá afetar o pleno andamento do plantio da soja e do milho.

 


Fonte: Climatempo