Clipping

Cana: Raízen reduz custo hídrico em R$ 13 milhões em duas safras

Principal produtora mundial de açúcar e etanol de cana-de-açúcar, a Raízen economizou R$ 13 milhões nas últimas duas safras com o uso da água. Segundo a companhia, a economia ocorreu após o desenvolvimento do programa de gestão hídrica ReduSa. O projeto busca diminuir a captação de água por tonelada de cana-de-açúcar moída, bem como incentivar o consumo consciente do recurso durante o processo produtivo.
A Raízen informou ter adotado pequenas alterações em processos industriais, além de ter conscientizado funcionários para, assim, reduzir em 8 bilhões de litros a captação e consumo de água de fontes externas, após o fim da última safra 2016/2017, em março deste ano. Esse volume é suficiente para abastecer uma cidade de 135 mil habitantes durante um ano.
No processo industrial, além da menor captação de água na moagem, que normalmente consome 1 metro cúbico por tonelada de cana processada, a companhia reduziu ainda a utilização do líquido em caldeiras por meio do reúso.

Fonte: Estadão Conteúdo