Clipping

Cana: Setor foca na redução de custos e inovação, diz consultor

Em entrevista ao TV BrasilAgro, Marcos Antonio Françóia, da consultoria MBF Agribusiness, revela as mudanças que estão ocorrendo na cadeia produtiva canavieira. Segundo ele, as palavras de ordem são redução de custos e inovação.

Ele revela que as mudanças não ocorrem apenas nas usinas, mas também na indústria de base e até mesmo junto aos fornecedores de cana. “Há um consenso de que a sobrevivência passa, necessariamente, por mudanças que envolvem rigorosos programas de redução de custos e a adoção das novas tecnologias que estão inovando o agronegócio”.

Há dez anos, a partir do início da crise que atingiu o setor sucroenergético, Françóia já chamava a atenção para alguns critérios que serviam para definir as empresas que poderiam contar com recursos de fundos de investimento do exterior. Um deles era o caráter dos gestores destas empresas.

“Hoje todos falam e começam a adotar o compliance. Naquela época esta estratégia não estava no radar dos empresários e produtores. Talvez isto explique, em parte, os problemas que se sucederam no ambiente de negócios do País e criou o caos que estamos assistindo”, afirma.

Marcos Antonio Françóia também lamenta que as lideranças do setor sucroenergético não souberam tirar proveito da estratégia usada na crise de 1999, que uniu os elos da cadeia produtiva canavieira (usinas, indústria de base, fornecedores de cana e trabalhadores) e moagem de cana saltou de 300 milhões de toneladas/ano para 600 milhões de toneladas/ano.

“Na crise que se iniciou em 2007 o setor se mostrou dividido, cada um puxando a corda para o seu lado e deu no que deu. Quando isto ocorre e os interesses de cada setor se sobrepõem ao coletivo, pouco resta a ser feito e todos acabam pagando caro pelas consequências que são predatórias a todos”, explica.


INSCREVA-SE PARA O 2º INOVACANA 

Um evento ÚNICO, que tem como objetivo disseminar novidades tecnológicas e digitais que têm apresentado ganho de produtividade para o setor sucroenergético.

Clique AQUI para fazer sua inscrição e ver a programação completa do evento.


Fonte: BrasilAgro