Clipping

Cana tem valores parecidos com o da safra passada

Na primeira quinzena de abril, a moagem da cana-de-açúcar atingiu 22,21 milhões de toneladas, decorrência do avanço de 25,64% em relação ao mesmo período da safra 2017/2018, que processou 17,68 milhões de toneladas. Mesmo apresentando maior moagem, a produção neste período do mês ficou praticamente igual à 2017/2018. Os números foram de 713, 77 mil toneladas, comparados com as 707, 22 mil toneladas produzidas no ano passado.

A redução significativa na produção de açúcar por tonelada de cana no início da safra, fez com que já na primeira metade de abril os números alcançassem apenas 32,13 quilos, registando queda de 19,67% na comparação com os 40 quilos por tonelada de cana em 2017. A proporção da cana direcionada à fabricação de etanol chegou a 68,50% em abril, contra 60,63% no mesmo período do ano passado.

Estimativas indicam que caso a produção de açúcar por tonelada de cana tivesse sido mantida em 2018, o número total produzido na primeira quinzena atingiria quase 900 mil toneladas. Ou seja, segundo o diretor técnico da União da Indústria de cana-de-açúcar (UNICA), Antonio de Padua Rodrigues, cerca de 200 mil toneladas de açúcar não foram fabricadas na primeira metade de abril, por conta da reversão do mix de produção para o etanol.

Tendência para a soja

De acordo com o meteorologista da Climatempo, Alexandre Nascimento, com o deslocamento de uma frente fria, a chuva retornou às áreas produtoras do centro-sul do país - principalmente São Paulo e Paraná. Isso quebrou uma sequência de semanas secas, em que os trabalhos de colheita e de moagem seguiram sem nenhuma interrupção. Com isso, as condições de clima podem atrapalhar os produtores na moagem em alguns dias.


Fonte: Climatempo