Clipping

Canaplan reduz previsão de oferta de açúcar e eleva a de etanol no Centro-Sul em 2019/20

A consultoria Canaplan reduziu hoje a estimativa de produção de açúcar no Centro-Sul do Brasil, em 2019/2020, de 28 milhões de toneladas, da previsão de abril, para 26 milhões de toneladas. A queda ocorre por causa de um menor destino da cana-de-açúcar para a produção do adoçante, que saiu de 38% para entre 34% e 34,5%, segundo o sócio e diretor da consultoria, Luiz Carlos Corrêa Carvalho. Em 2018/2019, o mix para o açúcar ficou em 35,2%.

Com um mix de 65,5% a 66%, a produção estimada de etanol foi elevada de 28 bilhões de litros para até 29,8 bilhões de litros no atual período, segundo Carvalho. "Imaginávamos que poderíamos ter safra uma mais açucareira no Centro-Sul a partir da primavera, mas realmente a safra será mais alcooleira, até mesmo do que a passada", disse o consultor durante a "3ª Expedição Custos Cana", realizada pelo Pecege/USP, em Piracicaba (SP).

A oferta de cana para moagem em 2019/2020 no Centro-Sul foi mantida entre 555 milhões a 585 milhões de toneladas. Para o diretor da Canaplan, essa redução esperada de 2 milhões de toneladas de açúcar entre as duas previsões "pode trazer impacto grande no mercado" e será percebida a partir de meados do ano, pressionando positivamente os preços do adoçante.

 


Fonte: Broadcast Agro