Clipping

Centroalcool, de Goiás, dá início à moagem nesta safra 2018/19

Em meio a um complicado processo de recuperação judicial iniciado há quatro anos, a Centroalcool, que é dona de uma destilaria localizada em Inhumas, na região central de Goiás, começará no fim do mês a moagem de cana deste ciclo 2018/19 com perspectivas otimistas.

Com capacidade para processar 1,2 milhão de toneladas por safra, a empresa estima que neste ciclo passarão por suas máquinas cerca de 700 mil toneladas, a partir das quais planeja produzir 60 milhões de litros de álcool.

Se confirmadas as previsões, afirma Alceu Pereira Lima Neto, proprietário da Centroalcool, o faturamento da companhia deverá chegar a R$ 140 milhões em 2018. Dessa forma, pretende dar continuidade a sua retomada e moer 950 mil toneladas de cana na safra 2019/20, que terá início em abril do ano que vem.

Mesmo diante de um turbulento processo de recuperação judicial, que levou o empresário de 38 anos a pedir a suspeição do judiciário e não tem data para ser encerrado, a companhia tem ampliado sua área de cana, cultivada em terras arrendadas. Plantou mais 2,6 mil hectares nos últimos dois anos e hoje conta 14 mil hectares no total.

Com a melhora do cenário para os biocombustíveis no país, em boa medida graças à aprovação do RenovaBio, política que privilegia produtos como etanol e biodiesel para que o país cumpra metas ambientais assumidas em acordos internacionais, a Centroalcool também começa a planejar novos investimentos.

Conforme Neto, o mais importante projeto em gestação prevê a construção de uma usina de etanol de milho também em Inhumas. O aporte na nova unidade, cuja capacidade está dimensionada em 400 mil litros por dia, é estimado em R$ 26 milhões. O objetivo é que a fábrica comece a operar em janeiro.

 


Fonte: Valor Econômico