Clipping

CerradinhoBio divulga Relatório de Sustentabilidade

Postado em 14 de Outubro de 2020

Relatório de Sustentabilidade da Safra 2019/2020 evidencia o avanço das ações sociais, ambientais e de governança

Reforçando seus pilares de compromisso com uma gestão ética, transparente e comprometida com o desenvolvimento sustentável, a CerradinhoBio divulgou ontem, (08/10) o Relatório de Sustentabilidade Safra 2019/2020. O documento detalha o desempenho econômico, social, ambiental e de governança corporativa, bem como premissas e perspectivas, e reflete um momento muito positivo para a companhia. Entre os destaques, o recorde na produção de etanol, com incremento de 28,5% em relação ao período anterior, totalizando 501 mil litros, além do início das operações da nova planta de milho, a Neomille, que recebeu investimento de R$ 280 milhões, consolidando a unidade de Chapadão do Céu, em Goiás como o maior complexo produtor de etanol do Brasil.

O novo relatório evidencia o avanço das ações sociais, ambientais e de governança, com impactos expressivos na geração de valor para o negócio, os colaboradores, a sociedade e demais stakeholders. As iniciativas estão alinhadas aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) 2030, publicados, em 2015, pela Organização das Nações Unidas (ONU). Nesse sentido, a produção de etanol da CerradinhoBio apresentou uma redução de 73% na emissão de gases causadores de efeito estufa (GEE) em comparação com a gasolina. Desempenho que tende a ser ainda melhor nas próximas safras, em função da operação da Neomille.

A companhia também reutilizou, reprocessou e reciclou 100% dos resíduos perigosos e não perigosos e aumentou em 25% a eficiência energética. Além disso, tem buscado potencializar as atividades de Gestão de Risco. Como exemplo, na safra 2019/2020, após avaliação de todos os macroprocessos, foram determinados os “Riscos Estratégicos do Negócio” e desenvolvidas as ações necessárias para a gestão eficaz desse aspecto, aperfeiçoando a capacidade da corporação de gerar os resultados necessários de forma sustentável.

No aspecto social, a Cerradinho realizou um investimento de mais de R$ 1,6 milhão em infraestrutura ou serviços apoiados para a comunidade – acréscimo de quase 700% em relação à safra 18/19 – e impactou, via projetos sociais, mais de 54 mil pessoas, um aumento de 214%. Internamente, a empresa, que tem como meta se tornar a melhor no setor de bioenergia para trabalhar, comemora o indicador de zero acidentes com afastamento na safra 2019/2020 e o crescimento do índice de satisfação dos profissionais, que chegou a 87%.

A empresa também registrou um aumento de 9,3% na moagem de cana-de-açúcar, superando a marca de 5,2 milhões de toneladas, o melhor resultado de sua história. Já a exportação relativa de energia elétrica foi a mais alta do setor. “Os números refletem a efetividade e assertividade da estratégia adotada pela alta gestão, sempre focada em inovação, qualidade, eficiência e sustentabilidade. Isso foi vital para conseguimos ampliar nossa posição de destaque no setor, durante a safra 2019/2020, mantendo o ritmo de crescimento contínuo e sustentado”, avalia o Diretor Adm-financeiro da CerradinhoBio, Gustavo de Marchi. O lucro líquido apurado, de R$108,4 milhões, foi quase três vezes maior que o registrado em 2018/2019 e houve expansão de 32% no EBITDA (R$494,8 milhões).

Uma importante contribuição para a evolução tanto dos indicadores econômicos, quanto ambientais, está relacionada à inauguração da planta para produção de etanol e suprimentos para ração animal a partir do milho, a subsidiária Neomille, criada para atender exclusivamente os produtos advindos do grão. A usina integrada está agora em pleno funcionamento, com capacidade total para processar 730 milhões de litros e gerar 1.300 GWh de energia. “Aumentamos nossa capacidade produtiva e agregamos novos conhecimentos e experiências, ao diversificar as matérias-primas e os produtos finais, com os coprodutos do processamento do milho. Estamos muito satisfeitos e conscientes de que temos totais condições de superar os desafios do negócio”, completa o Diretor Adm-financeiro.

 


Fonte: Boulanger Campos Link Comunicação Empresarial - Retirado do CanaOnline