Clipping

CerradinhoBio se prepara para entressafra de 45 dias

O objetivo da empresa é estar em funcionamento 365 dias no ano

Ainda não se sabe se as chuvas vão permitir, mas o planejamento da Cerradinho Bioenergia S/A, unidade sucroenergética localizada em Chapadão do Céu, em Goiás, é parar de moer em dezembro de 2018 e voltar a moer em fevereiro de 2019, ainda dentro da safra 2018/19.

Com essa entressafra de 45 dias, segundo cálculos da unidade, o período de manutenção será extremamente curto, por isso, a CerradinhoBio realizou um apurado planejamento de manutenção envolvendo as áreasagrícola,indústria, meio ambiente, administração, manutenção, segurança,compras e almoxarifado.

Tudo é planejado antecipadamente. Os cronogramas são detalhados com planos de ação para realização da parada contemplando a parada da produção, o escopo, o prazo, o custo, os materiais, o apoio (guindastes, máquinas especiais etc), a mão de obra própria e terceirizada, o plano de comunicação, o meio ambiente e o mapa de riscos.

A manutenção da CerradinhoBio é realizada em oito etapas:• Gestão de escopo;
Gestão dos fornecedores; Gestão de risco da parada; Gestão de matérias e equipamentos;Gestão da execução; Gestão de prioridades;Gestão das necessidades não programadas; Elaboração de relatório final.

Para atual safra, a CerradinhoBioprojeta atingir 5,4 milhões de toneladas de cana. Com entressafras cada vez mais curtas, a empresa vem cumprindo o seu objetivo que é chegar a estar em atividade 365 dias no ano. Com o projeto da planta de produção de etanol de milho, anunciado no começo de 2018, brevemente a CerradinhoBio produzirá etanol o ano todo.


Fonte: CanaOnline