Clipping

China planeja intensificar compras de soja, milho e etanol nos EUA, diz agência

Postado em 19 de Junho de 2020

A China planeja acelerar a compra de produtos agrícolas americanos para cumprir com a fase 1 do acordo comercial com os Estados Unidos depois das conversas mantidas nesta semana no Havaí.

O país pretende comprar mais produtos como soja, milho e etanol depois das aquisições terem diminuído em razão das interrupções provocadas pelo coronavírus, disseram duas fontes.

Uma terceira fonte disse que o governo chinês indicou a compradores estatais de bens agrícolas que façam todos os esforços para atender à fase 1 do acordo comercial.

O Ministério do Comércio chinês não respondeu ao pedido de comentário. Ao ser questionado sobre o tema durante uma coletiva em Pequim, O porta-voz do ministério do Exterior do país, Zhao Lijan, disse que não tinha "nenhuma informação para fornecer no momento".

Na quinta-feira, o secretário americano de Estado, Michael Pompeo, disse que o principal representante de política externa da China estava empenhado a honrar todos os compromissos sob o acordo comercial.

A China se comprometeu a comprar US$ 36,5 bilhões em bens agrícolas dos Estados Unidos na fase 1 do acerto, acima dos US$ 24 bilhões em 2017, antes das disputas comerciais. Entretanto, a China comprou apenas US$ 4,64 bilhões nos primeiros quatro meses de 2020, conforme o Departamento de Agricultura dos Estados Unidos. Isso representa 13% da meta estabelecida no acordo comercial e quase 40% abaixo do total de mesmo período de 2017.


Fonte: Valor Econômico