Clipping

Chuva pode prejudicar colheita e plantio em grande parte do BR

Áreas de instabilidade ficam ativas sobre a região central do Brasil nesta segunda-feira e a tendência é que elas ganhem força ao longo do dia. Há chance de ocorrerem novas pancadas de chuvas, principalmente à tarde. Contudo, mesmo com a previsão de pancadas de chuva , as condições se manterão bastante favoráveis à realização dos trabalhos de campo, como colheita e plantio. Além disso, essas pancadas de chuva também possibilitarão a manutenção da umidade do solo e consequentemente, boas condições ao desenvolvimento das lavouras. Entretanto, apesar de a previsão ser de um mês com chuvas relativamente boas e regulares para toda a faixa centro-norte do país, a janela ideal ao plantio do milho safrinha já terminou . Todas as áreas semeadas ao longo dessa semana já terão fortes reduções em seus potenciais produtivos por conta da diminuição de horas de brilho solar.

Já no Sul e em grande parte do Sudeste, a semana começa com forte calor , céu com muitas nuvens, mas com previsão para pancadas de chuva à tarde, já que essas linhas de instabilidade ganharão força ao longo do dia. Não se pode descartar a possibilidade de pancadões de chuvas. Os volumes poderão variar entre 10 mm e 50 mm, uma vez que a atmosfera apresenta altos índices de umidade .

A previsão é de que do meio para o fim desta semana a passagem de uma frente fria pelo Sul do Brasil deixe o tempo mais fechado e com chuvas a qualquer hora do dia em grande parte da região Sul e Sudeste, incluindo o sul do Mato Grosso do Sul. Essas chuvas, apesar de atrapalharem o pleno andamento da colheita e plantio , devem manter os solos com bons níveis de umidade, favorecendo o desenvolvimento das lavouras, principalmente as de segunda safra, bem como as lavouras de café e cana-de-açúcar.

A primeira quinzena de março será marcada por chuvas regulares e em bons volumes sobre todo o Brasil, sendo que os maiores volumes e até mesmo chuvas bem mais regulares e abrangentes serão observadas sobre a metade norte do país. Os altos volumes poderão atrapalhar e até mesmo inviabilizar os trabalhos de campo durante a semana que vem.

Argentina
Na Argentina, a previsão é de chuva a partir desta sexta-feira, entretanto, a probabilidade de que elas realmente ocorram no próximo final e semana é bem mais alta do que a de fevereiro. Isso porque, a corrente de jato está perdendo forças e migrando mais ao sul do Continente, dando passagem para que os corredores de umidade consigam retornar ao Sul do Continente e as frentes frias passem com mais frequência sobre essa região.


Fonte: Climatempo