Clipping

Colheita de cana avança no Paraná

Postado em 18 de Junho de 2019

Pelo menos um quarto da cana-de-açúcar prevista para ser colhida na atual safra (2019/20) já foi processada pelas indústrias do segmento de bioenergia do Paraná, que têm Maringá, na região Noroeste, como referência geográfica.

Até o dia 31 de maio, segundo informações da Associação de Produtores de Bioenergia do Estado do Paraná (Alcopar), haviam sido colhidos 23,9% da matéria-prima, estimada no total em 34,935 milhões de toneladas. O percentual possivelmente subiu na primeira quinzena de junho, favorecido pelo clima seco.

De acordo com a entidade, 55% da cana é direcionada para a produção de etanol e 44% para açúcar. “A safra segue à plena normalidade”, observa o presidente Miguel Rubens Tranin. Até o final de maio, haviam sido produzidos 346 milhões de litros de etanol, 8% a menos na comparação com o mesmo período em 2018. De açúcar, foram 452 mil de toneladas, 3,2% a menos pelo mesmo comparativo.

A redução se deve a problemas climáticos ocorridos no ano passado, somados à menor produtividade dos canaviais. A previsão é que o setor feche o ano com a produção de 1,572 milhão de litros de etanol e 2,094 milhões de toneladas de açúcar.

Unidades – São 26 unidades produtoras no Estado, que abrangem mais de 140 municípios e respondem por 36 mil postos de trabalho.

 

 


Fonte: Jornal Tribuna do Vale