Clipping

Colheita de cana-de-açúcar soma 2,2 milhões de toneladas na 2ª quinzena

A colheita de cana-de-açúcar referente à safra 2018/19, em Mato Grosso do Sul registra números positivos, com 2,2 milhões de toneladas colhidas na segunda quinzena do mês de outubro e um crescimento de 4,2% na produção, em comparação ao mesmo período de 2017.

A informação divulgada pela Associação dos Produtores de Bioenergia de Mato Grosso do Sul (Biosul), destaca ainda, o período acumulado, de abril a outubro deste ano, no qual foram processadas 38,4 milhões de toneladas de cana, o que representa retração de 1,2% em comparação ao ano anterior.

Na última quinzena de outubro foram registrados 306 milímetros de chuva na região da Grande Dourados, 159 milímetros a mais que a média dos últimos 10 anos.

De acordo com o presidente da Biosul, Roberto Hollanda Filho, mesmo com excesso de chuva no período, foi possível manter o ritmo de produção na quinzena.

“O regime de distribuição de chuvas permitiu a mesma performance de moagem nos últimos 15 dias de outubro, mantendo o volume um pouco maior comparado ao ano passado, no entanto, o efeito da chuva aparece na qualidade da matéria prima, onde temos quase cinco quilos de açúcar a menos extraído da cana”, explica.

ETANOL

A produção de etanol hidratado, na mesma quinzena, alcançou 115 milhões de litros. A produção do biocombustível foi 16% maior comparada ao mesmo período de 2017. Já o etanol anidro, apresentou um aumento de 4%, com 41 milhões de litros produzidos, enquanto que na mesma quinzena da safra passada foram registrados 39 milhões de litros.

Na produção acumulada da Safra, o etanol hidratado se manteve crescente com relação ao mesmo período do ano anterior. Foram registrados 1,9 bilhão de litros do biocombustível, um aumento de 41%. Já a produção de anidro, registrou queda de 18%, de abril a outubro, produzindo 626 milhões de litros.

No total, a produção de etanol no Estado atingiu 2,6 bilhões de litros, um aumento de 20% com relação ao ciclo anterior.

AÇÚCAR

A produção de açúcar segue em baixa nos dois períodos. De acordo com os dados da Biosul, na última quinzena de outubro foram produzidas 38 mil toneladas, volume de 28 mil toneladas a menos em comparação com a mesma quinzena do ano passado.

No acumulado, o açúcar registrou a produção de 812 mil toneladas, registrando uma queda de 40%.
Com relação ao mix de produção, assim como ao longo da safra, mantem perfil mais alcooleiro. Na última quinzena o percentual foi de 87% para etanol e 13% para açúcar. Já no período acumulado, o percentual foi de 84% e 16%, respectivamente.

*Com informações da Biosul


Fonte: Correio do Estado