Clipping

Com a vacinação em massa contra a Covid-19 setor agrícola pode ter crescimento recorde

Postado em 11 de Janeiro de 2021

Expectativa é de retomada do consumo, aumento de empregos e mais investimentos para dar conta da alta demanda que virá

Fonte: CNN

Conforme mais países iniciam a vacinação contra a Covid-19, mais animado fica o mercado que prevê não só a retomada de consumos, mas grande aumento da demanda, resultado dos meses de compras, viagens e passeios represados em decorrência da pandemia.

Segundo projeção da equipe de analistas do Banco Safra o Ibovespa deve registrar avanço até o patamar dos 131 mil pontos em 2021. O otimismo está centrado principalmente no crescimento da vacinação em massa contra o coronavírus. Além disso, o avanço da vacinação contra a Covid-19 em todo mundo eleva a confiança dos investidores, reforçando o cenário de recuperação global.

Nessa perspectiva de retomada da economia mundial, o aumento dos preços das commodities é tido como certo. E o setor agrícola será um dos mais beneficiados. A China se manterá como o maior comprador mundial e, como analistas apontam que o crescimento do PIB chinês deva ser em torno de 8% em 2021, o apetite do país asiático estará enorme.

Por exemplo, apesar do recorde de preços da soja observado em 2020, existe espaço para as cotações ganharem ainda mais força em 2021. Mas não será apenas a soja que se dará bem, a cana também, pois o açúcar continuará demandado, e a perspectiva é de aumento no consumo de entanto, o que o tornará mais competitivo, com isso, menos matéria-prima deverá ser direcionada para o açúcar, o que refletirá em preços maiores.

O cenário leva a crer que haverá crescimento recorde no setor agrícola brasileiro, mas para isso, é preciso que a vacinação em massa ganhe força rapidamente. A vacinação contra a Covid-19 já começou em 50 países. Com o início da campanha de imunização na Noruega nesta sexta (08), a lista de nações que já começaram a aplicar a vacina em suas populações abarca 26% dos 193 países-membros da Organização das Nações Unidas (ONU) e o Brasil continua fora desse grupo. Até agora, cerca de 17,5 milhões de pessoas já foram vacinadas em todo o mundo.

 


Fonte: CanaOnline