Clipping

Com adubação foliar em parte da cana, Usina Ester melhora projeção para 60 t/ha e 1,8 mi de produção

Unidade vai tirar 60% de etanol em safra que deve acabar no começo de novembro. Tecnologia de adubação mitigou a seca e outras podem levar a mais 10 por cento em 19/20.

A usina Ester optou por investir em tecnologias que vão trazer um aumento de produtividade, para isso a empresa adotou a adubação foliar em parte do canavieiro.

De acordo com o gerente agrícola da Usina Ester, Cristiano Peraceli, com a adubação houve um aumento de produtividade em torno de 10 a 13 toneladas por hectare. “Em contrapartida, todo o setor está sofrendo com o tempo seco e as perdas de produtividade”, ressalta.

Para utilizar a tecnologia, as áreas não podem ter falhas na semeadura, concorrências com ervas daninhas e devem estar em um ponto de fechamento do dossel. “Então, essas áreas vão ter um reflexo positivo frente a esse sistema e isso vai de uma cana planta até uma cana soca, sem restrição nenhuma”, diz.

Até o momento, a usina estima que terá uma moagem próxima de 1, 800 milhão de toneladas com uma produtividade por volta de 60 toneladas por hectare. “Nosso mix de produção industrial tem uma qualidade muito interessante de álcool de etanol neutro e destilado alcoólico, que dá em torno de 60%. E o restante da produção é voltado ao açúcar VHP”, comenta.

Por Giovanni Lorenzon e Andressa Simão


Fonte: Notícias Agrícolas