Clipping

Com sobra de água para gerar energia, usina de Itaipu abre vertedouro

Enquanto usinas hidrelétricas das regiões Sudeste, Centro-Oeste e do Nordeste estão sendo obrigadas a reduzirem a produção de energia por causa dos reservatórios baixos, a usina de Itaipu, na fronteira do Brasil e o Paraguai, voltou a apresentar um espetáculo das águas. A Itaipu Binacional informou que, depois de cerca de seis meses fechado, foi aberto seu vertedouro na madrugada deste domingo, dia 21 de maio. A abertura do vertedouro é necessária quando seu reservatório chega ao nível máximo e com isso sobra água para a geração de energia. Segundo a empresa, o vertedouro — que oferece um espetáculo para os turistas na região — deve continuar aberto até quarta-feira, dia 24.

A Itaipu Binacional explicou que a abertura do vertedouro se deve às chuvas registradas na região do reservatório. Nas outras regiões, no entanto, as chuvas não foram suficientes para elevar os níveis dos reservatórios de forma suficiente e foram acionadas mais usinas térmicas. Nesse caso, o custo maior está sendo pago pelos consumidores nas tarifas de energia com a chamada bandeira vermelha (R$ 3,00 a cada 100 quilowatt/hora).

De acordo com a empresa, o vertimento de água por volta das 12h30 era de 1.414 metros cúbicos de água por segundo, o equivalente à vazão média, em período de cheia, das Cataratas do Iguaçu. O atrativo do Rio Iguaçu desagua no Rio Paraná, onde está instalada a usina.

A usina de Itaipu opera normalmente na cota 219,70 metros acima do nível do mar. A variação normal oscila entre 218,30 a 220,30 metros. Acima desse valor, geralmente são abertas as comportas do vertedouro para liberar a água. A geração da usina se mantém alta para um domingo segundo a Itaipu, com geração entre 10,1 mil megawatts (MW).

Segundo dados da empresa, Itaipu já produziu até às 13h deste domingo desde o início do ano, 37.896.021 milhões de megawatts-hora (MWh). Em igual período do ano passado, o montante foi de 40.102.198 MWh, o melhor ano operacional da usina, quando Itaipu superou 100 milhões de MWh e bateu recorde mundial de 103 milhões de MWh. Esse volume atenderia o consumo de eletricidade do Brasil por um mês e do Paraguai, por dois anos e meio. No ano passado, a usina de Itaipu foi responsável por 17% do consumo de energia elétrica do mercado Brasileiro e 76% do Paraguaio.
 


Fonte: O Globo