Clipping

Com taxas mais baixas, Argentina deve voltar a exportar biodiesel para a União Europeia

Depois de quatro anos, o biodiesel da Argentina volta à União Europeia, um dos mercados mais importantes para o setor, que apenas em 2011 representou vendas na ordem de US$1,8 bilhões.

A notícia foi divulgada ontem à tarde, quando o bloco confirmou a oficialização da diminuição das taxas de importação ao produto da Argentina.

A resolução, publicada em Diário Oficial, determina que as empresas passarão a ter um tributo de 4,5% a 8,1% para vender o biocombustível, somado a uma taxa que existe de 6,5% para exportar qualquer biocombustível para a União Europeia. Assim, a taxa fica em torno de 15%.

De acordo com o ministro da Agroindústria da Argentina, Ricardo Buryaile, essa é uma boa notícia que não representa apenas uma maior entrada de divisas para o país, mas também permite diversificar e ampliar a oferta de produtos com maior valor agregado nas exportações.


Fonte: Infocampo - retirado do site Notícias Agrícolas