Clipping

Conab reduz produção de açúcar para 29 milhões de toneladas

Órgão refaz dados anteriores que indicavam 31 mi; safra de etanol atinge recorde.

A Conab (Companhia Nacional de Abastecimento) divulgou nesta terça-feira (23) os dados finais da safra 2018/19 do setor de cana-de-açúcar.

Partindo de dados de moagem de cana bem próximo aos da Unica (União da Indústria de Cana-de-Açúcar) e aos do Mapa (Ministério da Agricultura), a Conab chegou a resultados bem diferentes na produção de açúcar.

O órgão estatal refez alguns cálculos durante o dia e trouxe os números para volumes mais próximos dos da Unica e dos do IBGE.

A moagem nacional de cana ficou em 620 milhões de toneladas, e a do Centro-Sul, em 573 milhões.

A produção de açúcar, inicialmente prevista em 31,35 milhões de toneladas, recuou para 29,04 milhões.

Com os novos dados, o órgão indicou uma redução de 9 milhões na produção de açúcar desta safra, em relação à anterior.

Um dos principais ajustes foi nos números de São Paulo. A Conab reajustou os dados do estado para 18,2 milhões de toneladas, 2 milhões menos do que previa antes e mesmo volume apurado pela Unica. A perda deste ano, em relação ao volume do anterior, é de 5,7 milhões de toneladas.

Minas Gerais, o segundo maior produtor do país, chegou a 3,1 milhões de toneladas, com redução de 1,2 milhões nesta safra.

O órgão estatal aponta volume recorde de 33,14 bilhões de litros e etanol no país. Desse volume, 23,6 bilhões foram de álcool hidratado, 45% mais do que o da safra anterior.

 


Fonte: Folha de S. Paulo