Clipping

Consultora da ONU Mulheres debaterá no IX Encontro Cana Substantivo Feminino

Postado em 31 de Janeiro de 2020

Maristella Iannuzzi falará sobre os Princípios de Empoderamento das Mulheres, que ajudam as empresas a incorporarem valores e práticas que visem à equidade de gênero e ao empoderamento de mulheres

Empoderamento das Mulheres nas Empresas, este será um dos temas do IX Encontro Cana Substantivo Feminino, que acontece em Ribeirão Preto, em 19 de março de 2020. Um dos painéis do evento destacará os Princípios de Empoderamento das Mulheres, criado pela ONU Mulheres e o Pacto Global. Trata-se de um conjunto de considerações que ajudam a comunidade empresarial a incorporar em seus negócios valores e práticas que visem à equidade de gênero e ao empoderamento de mulheres.

O assunto será apresentado por Maristella Iannuzzi Marante, conselheira da ONU Mulheres e detentora de uma trajetória marcante em defesa da diversidade e do empoderamento feminino. Formada em Engenharia Mecatrônica, Maristella foi diretora global do setor de Digital Customer Experience da Schneider Electric, e também liderou a área de Diversidade e Inclusão da empresa para América do Sul. Seu foco era manter toda a região com os mesmos níveis de avanço para o empoderamento feminino, igualdade de gêneros e demais pilares.

Decidiu ser ativista nesses temas para provar o quanto a Diversidade, Inclusão, Sustentabilidade e Inovação são capazes de gerar negócios, e que essa mudança de mindset é imperativa para o sucesso e a sobrevivência das pequenas, médias e grandes companhias do Brasil e do mundo.

Maristella venceu o Prêmio WEP grandes Empresas 2016; venceu o Prêmio CEBDS 2018 na Categoria “Novas Líderes”, com o Projeto Diversidade e Inclusão Total; o Prêmio Exame Diversidade 2019 - categoria indústria de eletrônicos -, e o Prêmio WIL Diversidade 2019 Brasil em três categorias: multinacional, geral e protagonismo feminino.

Foi reconhecida em 2018, por meio da plataforma Ideia Sustentável, com o Prêmio Sabia Laranjeira, uma homenagem a importantes profissionais que estão à frente da discussão e da implementação da sustentabilidade e diversidade empresarial em suas organizações. Foi também destaque da revista Valor Econômico Mulheres na Liderança 2019.

A ativista defende junto a corporações que assinar os Princípios de Empoderamento não cria nenhum tipo de risco. Pelo contrário. Grandes são os benefícios proporcionados pela adesão. Atualmente, mais de 300 empresas brasileiras já assinaram o pacto. O setor sucroenergético é um dos segmentos mais recentes a incentivar os players de sua cadeia. Entre as companhias já participantes da iniciativa estão Biosev, Atvos, São Martinho, Raízen, VLI, Copersucar, Cofco, Adecoagro, Coruripe, Bevap, Agropeu, Delta Sucroenergia, Bio Aroeira, Jatiboca e Datagro.

Para Maristella, quando se fala em diversidade e inclusão social se fala em lucratividade. “Hoje, 51% da população brasileira é composta por mulheres. Dessa forma, senão houver uma liderança feminina nas empresas você não saberá como vender ou falar para esse público.” Outro ponto destacado é relacionado aos “talentos”. Segundo ela, 60% das pessoas que se formam no Brasil são mulheres. “Se as empresas não derem oportunidades ao público feminino, vai chegar uma hora em que não haverá talentos disponíveis no mercado.”

Maristella ressalta que os Princípios de Empoderamento das Mulheres surgiram para dar uma direção as companhias, que normalmente desejam aumentar a diversidade, mas não sabem por onde começar. “Os sete princípios dão suporte na montagem do plano de ação. Em nenhum momento, a ONU fará qualquer tipo de fiscalização ou penalizará alguém. É tudo voluntário. O que fazemos é deixar a disposição materiais, guias e vídeos visando ajudar na criação e desenvolvimento dessa área. Também colocamos pessoas à disposição para dar suporte visando aumentar o conhecimento sobre o assunto.”

Durante o IX Encontro Cana Substantivo Feminino haverá cerimônia simbólica de empresas que irão aderir aos Princípios de Empoderamento das Mulheres.

CONHEÇA OS SETE PRINCÍPIOS DE EMPODERAMENTO DAS MULHERES:

  1. Estabelecer liderança corporativa sensível à igualdade de gênero, no mais alto nível.
  2. Tratar todas as mulheres e homens de forma justa no trabalho, respeitando e apoiando os direitos humanos e a não-discriminação.
  3. Garantir a saúde, segurança e bem-estar de todas as mulheres e homens que trabalham na empresa.
  4. Promover educação, capacitação e desenvolvimento profissional para as mulheres.
  5. Apoiar empreendedorismo de mulheres e promover políticas de empoderamento das mulheres através das cadeias de suprimentos e marketing.
  6. Promover a igualdade de gênero através de iniciativas voltadas à comunidade e ao ativismo social.
  7. Medir, documentar e publicar os progressos da empresa na promoção da igualdade de gênero.

 

IX ENCONTRO CANA SUBSTANTIVO FEMININO

19 de março de 2020 no Centro de Cana do IAC, Rodovia Antonio Duarte Nogueira km 321, s/n, Ribeirão Preto, SP

INSCRIÇÕES GRÁTIS, MAS LIMITADAS. PELO SITE: http://www.canaonline.com.br/conteudos/cana-substantivo-feminino.html

 


Fonte: CanaOnline