Clipping

Copersucar vê moagem de cana no CS em 2019/20 crescendo até 590 mi t

A moagem de cana-de-açúcar por usinas do centro-sul do Brasil deve crescer até 3,1 por cento na safra 2019/20, que se inicia em abril, com as produções de açúcar e etanol também podendo apresentar incremento ante o observado em 2018/19, projetou nesta quinta-feira a Copersucar.

Com 35 usinas associadas, a Copersucar estima que o centro-sul, maior polo canavieiro do mundo, processará entre 580 milhões e 590 milhões de toneladas de cana no próximo ciclo, versus 572 milhões no vigente.

"A Copersucar prevê um provável aumento da produtividade agrícola na safra 2019/20... em função de um menor envelhecimento do canavial na região centro-sul do Brasil, caso as condições climáticas se confirmem dentro de um cenário de normalidade, como atualmente sinalizado pelas previsões meteorológicas", disse a líder global na comercialização de açúcar e etanol em nota enviada à Reuters.

"Quanto ao mix de produção, acreditamos em mais um ano de flexibilidade para o produtor, que aos níveis atuais de preço tendem a privilegiar a produção de etanol."

Projetando uma alocação de 36 a 38 por cento da oferta de cana para açúcar, a Copersucar avalia que a produção do adoçante no centro-sul em 2019/20 oscile entre 26 milhões e 28 milhões de toneladas, contra 26,5 milhões em 2018/19.

No caso do etanol, a fabricação deve variar de 30 bilhões a 31 bilhões de litros, ante 30,9 bilhões na temporada que está para acabar.

Assim, caso os limites superiores dos intervalos projetados pela Copersucar se confirmem, haveria expansão tanto na produção de açúcar quanto na de etanol.

Ainda de acordo com a Copersucar, o nível de Açúcares Totais Recuperáveis (ATR) deve alcançar de 135 a 136 kg por tonelada de cana em 2019/20, "se o clima for de normalidade ao longo da safra".

 

Por José Roberto Gomes

 

 

 

 


Fonte: Reuters