Clipping

Cosan: lucro líquido totaliza R$ 620,2 milhões no 4º trimestre, -21,8% ante 1 ano

Postado em 12 de Fevereiro de 2021

A Cosan registrou lucro líquido de R$ 620,2 milhões no quarto trimestre de 2020, queda de 21,8% em relação ao ganho de R$ 792,5 milhões apurados em igual período de 2019. Os resultados foram divulgados na base pró-forma, que considera a consolidação de 50% dos resultados da Raízen Combustíveis e Raízen Energia. Em todo o ano de 2020, o lucro líquido totalizou R$ 851,9 milhões, retração de 64,9% ante os R$ 2,425 bilhões registrados em 2019.

Por sua vez, o lucro líquido ajustado atingiu R$ 629,3 milhões nos meses de outubro a dezembro do ano passado, alta de 61% em relação ao mesmo período do ano anterior, impulsionado principalmente pela maior contribuição da operação de açúcar. No ano de 2020, o lucro líquido ajustado chegou a R$ 846 milhões, queda de 47% ante 2019, impactado principalmente pela desvalorização cambial na parcela não protegida do bônus perpétuo e pelo efeito negativo da marcação a mercado das ações da Rumo.

O lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) totalizou R$ 2,101 bilhões no último trimestre do ano passado, leve baixa de 0,2% sobre os R$ 2,105 bilhões registrados no mesmo período de 2019. No ano de 2020, o Ebitda teve retração de 8%, para R$ 6,590 bilhões. No critério ajustado, o valor no quarto trimestre atingiu R$ 1,916 bilhão, alta de 38,6%.

No quarto trimestre de 2020, a receita líquida da companhia atingiu R$ R$ 20,992 bilhões, avanço de 8,1% ante os R$ 19,411 bilhões registrados em igual período de 2019.

A alavancagem da companhia (dívida líquida sobre o Ebitda) ficou em 2,7 vezes no quarto trimestre de 2020, ante 2,0 vezes em igual período de 2019.

Raízen

A Raízen Combustíveis obteve Ebitda ajustado de R$ 926,5 milhões no quarto trimestre, queda de 27,7% em relação a igual período de 2019. Já o Ebitda ajustado da Raízen Energia ficou em R$ 1,553 bilhão, ante R$ 628,3 milhões no quarto trimestre de 2019.

Downstream & Proximidade apresentou Ebitda ajustado consolidado (Brasil e Argentina) de R$ 924 milhões no quarto trimestre de 2020, alta de 3% em relação ao terceiro trimestre, em função da recuperação gradual dos volumes vendidos e rentabilidade. Açúcar e Renováveis processou 12 milhões de toneladas de cana no quarto trimestre, queda de 2% em um ano, atingindo 61,4 milhões na safra, e apresentou Ebitda ajustado de R$ 1,6 bilhão, na mesma base de comparação, reflexo do maior volume vendido de açúcar com preços melhores.

Compass Gás & Energia
O Ebitda ajustado totalizou R$ 495 milhões entre outubro e dezembro, queda de 3% em um ano, afetado por efeito não caixa na Compass Trading. Já o Ebitda da Comgás foi de R$ 684 milhões, alta de 35% na mesma base de comparação, sustentado pelo aumento de 8% no volume em função da retomada gradual da atividade econômica.

 


Fonte: Estadão Conteúdo